Páscoa: 5 dicas de nutricionista para comer chocolate sem culpa


Não é preciso passar vontade na data mais doce (e gostosa) do ano. Com alguns cuidados, dá para comer chocolate sem ter que treinar em dobro depois

“Quem acha que chocolate só traz celulites e gordurinhas extras está enganado!”, afirma a nutricionista Gabriela Zugliani, especializada em nutrição ortomolecular e esportiva. Então, bora se jogar nos ovos de Páscoa, certo? Calma! Para tirar proveito dos benefícios do doce mais popular desta época do ano, é preciso saber como e quando consumi-lo. E vale a pena aderir ao autocontrole. “O chocolate melhora o humor, combate depressão e ansiedade e é altamente energético”, revela a nutricionista. A seguir, confira alguns conselhos da especialista de como aproveitar a data em paz com a balança:

1. Aposte no chocolate certo

O ideal é optar pela versão amarga, que contém cerca de 50% a 85% de cacau, pouco açúcar e maior teor de antioxidantes. Se não curtir essas opções, prefira o tipo ao leite. “Normalmente, ele possui mais manteiga de cacau, o que significa maior porcentagem de gordura e menor efeito benéfico para o corpo”, explica Gabriela. Se está esperando pelos benefícios do chocolate branco, aí vêm más notícias: ele não possui cacau e nem substâncias antioxidantes.

Entenda: Novidade: chocolate ao leite com benefícios do amargo

2. Atenção às versões diet

“Eles são indicados para pacientes com diabetes, que têm restrição ao consumo de açúcar”, afirma a nutricionista. Então, se o seu objetivo é perder peso, nada de se lambuzar com essas guloseimas. “Não é recomendado para pessoas que desejam emagrecer, já que o açúcar é substituído por gordura na composição, aumentando seu valor calórico”, explica Zugliani.

3. Controle-se no mercado e à mesa

Evite comprar – e comer – grandes quantidades de chocolate apenas por empolgação. Vale mais consumir uma pequena porção de boa qualidade. “Algumas pessoas podem ter enxaqueca por sensibilidade ou devido à ação de substâncias vasodilatadoras presentes no chocolate”, alerta a especialista. Em excesso, o doce do cacau pode causar diarreia. Além disso, ele contém gorduras saturada e hidrogenada, que prejudicam o coração e contribuem para o aumento da acne”, alerta Gabriela.

4. Espere a sobremesa

“Comer chocolate com o estômago vazio faz aumentar os níveis de açúcar no sangue e, quando essas taxas caem, a fome vem ainda mais forte”, informa. Por isso, aposte em uma refeição rica em proteínas e fibras e, só depois, deguste seu chocolatinho. “O indicado é consumir até 10g de chocolate meio amargo ao dia”, salienta a nutricionista.

5. Menos é mais

Escolhas menores são mais inteligentes. Um ovo de Páscoa de tamanho grande pode ter até 1.075 calorias, enquanto os pequenos têm cerca de 72 calorias. “O cérebro não diferencia a quantidade de chocolate consumida. A liberação de serotonina, o hormônio da felicidade, é a mesma”, garante a especialista.

1 Visualizações




Deixe um comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!